Veleiro ECO atraca no píer da Vila da Regata


Finalizado em 2017 após cinco anos de desenvolvimento pela equipe de engenharia mecânica da UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), o veleiro ECO (Expedições Científicas Oceanográficas) atracou, neste domingo (15), no píer da Itajaí Stopover. A embarcação esteve aberta a visitações durante a tarde na Vila da Regata.

Leia mais:
Espaço do Veleiro Eco é destaque na Vila da Regata
Mais de 220 mil pessoas visitaram a Vila da Regata

Considerado um laboratório de pesquisa, o veleiro trabalha no desenvolvimento de projetos focados em iniciativas vinculadas à sustentabilidade dos oceanos. A embarcação tem capacidade de hospedar até dez pessoas, entre pesquisadores e tripulantes. Possui características de segurança e navegabilidade, permitindo expedições científicas de grande porte, incluindo as expedições polares. Suas concepções com motoração elétrica e quilha retrátil permitem navegação em águas rasas de mangues e estuários de rios; áreas muito sensíveis ao adensamento urbano; e às obras hidroviárias.

“É importante estar presente em um evento deste segmento, para que as pessoas possam conhecer o projeto. Nós temos um trabalho com os jovens estudantes, por que queremos marcar o veleiro e a relação dele com o trabalho de conservação ambiental para as futuras gerações. Estamos executando agora, mas pensando nos beneficios a longo prazo”, destaca Orestes Alarcon, Dr. em Eng de materiais e metarlugia e coordenador do projeto.

Espaço Veleiro Eco

O estande do Veleiro Eco está dividido em dois espaços: a pesquisa que é desenvolvida no barco e um espaço de educação ambiental. No espaço relacionado à pesquisa, há uma exposição de equipamentos de uso dos pesquisadores, como: redes de zooplancton, garrafas de van Dorn, towfish, pegador de van veen e microorganismos encontrados que podem ser visualizados com o microscópio disponibilizados pela equipe.

“Essa extensão do veleiro ECO é muito interessante pelo fato das pessoas terem a oportunidade conhecer de perto como o projeto é desenvolvido e por que ele é tão importante no trabalho da solução dos problemas ambientais nos mares” comentou Natacha Costa, acadêmica do 9° Período de Oceanografia da UFSC.

No outro lado do estande, foram montados para os visitantes, um painel interativo onde as crianças arrastam as imagens e revelam como o lixo afeta a vida dos animais marinhos e também painéis informativos sobre como os lixos chegam nos oceanos e medidas que podem ser tomadas para mudar a realidade do mau descarte dos resíduos. Está em exposição também, despejos vindos de outros países que foram encontrados no litoral de São Paulo com a ajuda do veleiro. Na mesma estante há alguns exemplares de produtos compostos por materiais eco sustentáveis. O estande está alocado no mezanino da feira de negócios e ficará aberto ao público até o dia 22 de abril.

Banco de imagens

Confira a cobertura fotográfica completa da Volvo Ocean Race Itajaí